LÍNGUAS “RARAS” NÃO EXISTEM LÍNGUAS “RARAS” PARA OS ESCRITÓRIOS “GLOCALIZADOS” DA EUROLOGOS

A "raridade" de uma linguagem é naturalmente uma coisa muito relativa.
Na Europa Ocidental, um idioma é considerado "raro" se não for escrito em caracteres romanos e - é escusado dizer - se não for muito utilizado (por exemplo línguas orientais).
A tradução, tipografia e disposição de um texto escrito numa língua "rara" exigem impressões especiais, tipos de letra adequados (ideogramas) e, acima de tudo, um conhecimento linguístico muito particular.

Creando a nossa subsidiária de pré-impressão, a Littera Graphis em 1989, resolvemos todos os problemas relacionados com a disposição de textos escritos nestas denominadas línguas "raras". Para as nossas subsidiárias "glocalizadas" do Grupo Eurologos, as traduções e impressões em japonês, chinês, hindi, árabe, farsi, russo ou até mesmo grego não são de todo raras.
Cada escritório Eurologos é, de facto, tanto local como global.( e-Magazine).

Visite o website da nossa subsidiária, a Littera Graphis:www.litteragraphis.be

 

Quando uma orquestra sabe as músicas, consegue tocá-las facilmente, mesmo as mais difíceis. Desde 1977 que a nossa equipa de linguistas e designers gráficos executa produções melífluas com uma paixão inigualável específicas das publicações multilingues mais exigentes

Anúncio com a equipa da Eurologos-Bruxelas em 1993